Filas em Python com deque (queue)

Filas em Python podem ser implementadas utilizando a estrutura de dados deque (do módulo collections) para garantirmos complexidade de tempo constante para inserção e remoção de elementos em qualquer uma das pontas, cabeça (head) ou cauda (tail). Deque – abreviação de Double Ended Queue (ou Fila de duas pontas) – pode ser usada para implementar filas FIFO (que veremos a seguir) e pilhas LIFO.

O que são filas?

Quando falamos em filas, estamos tratando de uma estrutura de dados abstrata que se comporta exatamente como uma fila na vida real. Elementos são adicionados à cauda (tail) e removidos da frente (head).

Porém, remover elementos da frente (com índice 0) pode ser problemático do ponto de vista de desempenho do programa. Por exemplo, poderíamos usar listas para criar filas (como fizemos com as pilhas), porém elas não são otimizadas para isso e acabam movendo os índices de todos os elementos posteriores ao elemento removido. Infelizmente, isso nos dá uma complexidade de tempo linear O(n), ou seja, ao remover um item do começo da lista, o interpretador precisa navegar em todos os seus elementos, reajustando os índices dos elementos restantes.

No entanto, isso não ocorre com deque. Segundo a documentação oficial do Python, deque adiciona e remove em ambas as direções com complexidade de tempo de aproximadamente O(1). Isso quer dizer que requer aproximadamente uma operação para a adição e remoção de elementos.

De forma resumida, deque é mais rápido para inserir e remover elementos da frente da fila (no índice 0).

Filas são FIFO

Na programação, o comportamento de uma fila é conhecido como FIFO (First In First Out), ou seja, o primeiro que entrar será o primeiro a sair. Isso é exatamente o que acontece em uma fila da vida real, a primeira pessoa a entrar na fila, será a primeira a ser atendida. É claro, se ninguém furar a fila!

Imagine uma fila de letras: A, B, C.

Agora, suponha que eu quero adicionar um novo elemento, o D. Para as filas, esse elemento deve ser adicionado na cauda, como mostra o diagrama a seguir:

Apresentação de filas em Python. Essa fila tem elementos A, B e C. Em seguida, adicionamos o elemento D na cauda da fila.

Mas, se eu precisasse remover um elemento da fila anterior, o elemento removido deveria sair na cabeça (head).

Este elemento é representado pelo A na imagem a seguir:

Remoção do elemento A de filas em Python com deque.

Além disso, perceba que agora, além da minha fila não ter mais o elemento A, os índices foram reorganizados. B passou a ter o índice 0, C, índice 1 e D, índice 2. Lembre-se que deque é otimizada para isso.

Outra informação que você deve ter percebido, é que a cabeça (head) e a cauda (tail) da minha fila também mudaram. B é a cabeça e D a cauda.

Filas em Python com deque

Se fossemos representar a fila apresentada nas imagens anteriores com os elementos A, B e C, em seguida acrescentar o elemento D, o código ficaria da seguinte maneira:

from collections import deque

fila = deque(['A', 'B', 'C'])

# Inserindo o elemento D
fila.append('D')


# deque(['A', 'B', 'C', 'D'])
print(fila)

Perceba que deque tem quase os mesmos métodos de uma lista normal no Python (por isso podemos usá-las como pilhas se quisermos). Então, para inserir um novo elemento na cauda da fila, basta usarmos o método append.

Para a remoção do elemento A (como fizemos na seção anterior desse post), poderíamos utilizar o método popleft (remover da esquerda).

from collections import deque

fila = deque(['A', 'B', 'C'])

# Inserindo o elemento D
fila.append('D')

# Removendo A
fila.popleft()

# deque(['B', 'C', 'D'])
print(fila)

É bem simples, não é mesmo?

popleft retorna o elemento removido

Um comportamento padrão sempre que usamos métodos “pop” (de remoção) é que o elemento removido é retornado por essa função. Isso não é diferente como popleft.

Por exemplo, se eu estou removendo um elemento da minha fila, é natural querer usá-lo em algum momento do meu código. Então, eu poderia usar uma variável para isso.

from collections import deque

fila = deque(['A', 'B', 'C'])

# Inserindo o elemento D
fila.append('D')

# Removendo A e usando seu valor
head = fila.popleft()

# A
print(head)

# deque(['B', 'C', 'D'])
print(fila)

Perceba que no código acima (linha 9), popleft faz duas coisas:

  1. Remove o primeiro elemento da fila (cabeça);
  2. Retorna o valor do elemento removido para a variável head (A).

Assim, é possível utilizar o valor removido conforme preferir no seu código.

Criando uma filas em Python

Assim como fizemos com as pilhas (no artigo anterior), podemos encapsular deque em uma classe para manter o controle sobre os métodos que deverão ser utilizados para manter o comportamento FIFO das filas. Afinal, deque não tem apenas os métodos append e popleft. De fato, se você conferir a documentação oficial, vai ver que existem vários outros métodos possíveis para deque, incluindo os que quebram o princípio FIFO, removendo elementos da cauda ou inserindo na cabeça, por exemplo.

from typing import Deque, Any
from collections import deque


class Queue:
    """Uma classe representando uma fila"""

    def __init__(self, maxlen=None) -> None:
        # Deque permite enviar maxlen
        # para criar um tamanho máximo para
        # a fila
        self.__items: Deque[Any] = deque(maxlen=maxlen)

    def enqueue(self, *items: Any) -> None:
        """Enqueue (enfileirar) é o mesmo que append"""
        for item in items:
            self.__items.append(item)

    def dequeue(self) -> Any:
        """Dequeue (desenfileirar) é o mesmo que popleft"""
        if not self:
            raise IndexError('pop from empty queue')

        return self.__items.popleft()

    def __repr__(self) -> str:
        return str(self.__items)

    def __bool__(self) -> bool:
        return bool(self.__items)

    def __len__(self) -> int:
        return len(self.__items)

Na classe anterior, criei apenas os métodos que precisava para minha fila. Nesse sentido, também mudei o nome de algumas coisas: append passou a ser enqueue (enfileirar); popleft passou a ser dequeue (desenfileirar). Contudo, eles continuam fazendo o mesmo trabalho.

Também permiti adicionar o argumento “maxlen” de deque, para fixar um tamanho máximo para nossa fila.

Além disso, nós precisamos saber de três coisas muito importantes:

  • Quais valores estão na fila? Por isso o método __repr__;
  • Existem valores na minha fila? Por isso o método __bool__;
  • Quantos valores tem na minha fila? Por isso o método __len__.

Você pode enfeitar essa classe com os métodos que preferir. Aqui eu quis manter as coisas o mais simples que foi possível.

Agora podemos usar a classe:

if __name__ == "__main__":
    # Instanciando
    fila = Queue()

    # Enfileirando A, B e C
    fila.enqueue('A', 'B', 'C')

    # Enfileirando D
    fila.enqueue('D')

    # Recuperando A
    head = fila.dequeue()
    print(head)

    # Mostrando a fila
    print(fila)

    """
    Resultado:

    A
    deque(['B', 'C', 'D'])
    """

Indo além do básico

Em algum momento, você pode querer iterar sobre a sua fila ou então obter um item diretamente. Pra isso podemos repassar o método __iter__ da nossa classe para o método __iter__ do deque da mesma (__items). Veja a implementação do método __iter__ por si só.

Este método deve estar dentro da classe, é claro (não se preocupe, vou mostrar o código completo logo abaixo).

def __iter__(self) -> Iterator:
    return self.__items.__iter__()

Por fim, se você quiser permitir que um item da fila seja obtido pelo seu índice, também pode implementar o método __getitem__, dessa maneira:

def __getitem__(self, index: int) -> Any:
    return self.__items[index]

Veja como ficou nossa classe completa:

from typing import Deque, Any, Iterator
from collections import deque


class Queue:
    """Uma classe representando uma fila"""

    def __init__(self, maxlen=None) -> None:
        # Deque permite enviar maxlen
        # para criar um tamanho máximo para
        # a fila
        self.__items: Deque[Any] = deque(maxlen=maxlen)

    def enqueue(self, *items: Any) -> None:
        """Enqueue (enfileirar) é o mesmo que append"""
        for item in items:
            self.__items.append(item)

    def dequeue(self) -> Any:
        """Dequeue (desenfileirar) é o mesmo que popleft"""
        if not self:
            raise IndexError('pop from empty queue')

        return self.__items.popleft()

    def __repr__(self) -> str:
        return str(self.__items)

    def __bool__(self) -> bool:
        return bool(self.__items)

    def __len__(self) -> int:
        return len(self.__items)

    def __iter__(self) -> Iterator:
        return self.__items.__iter__()

    def __getitem__(self, index: int) -> Any:
        return self.__items[index]

Perceba que agora temos os métodos __iter__ e __getitem__. Isso nos permite iterar sobre nossa fila e também obter itens por índice, veja:

if __name__ == "__main__":
    # Instanciando
    fila = Queue()

    # Enfileirando A, B, C e D
    fila.enqueue('A', 'B', 'C', 'D')

    # Obtendo o elemento com índice 1 (B)
    print('Item com índice 1:', fila[1], end='\n\n')

    # Iterando com for em nossa fila
    for item in fila:
        print('Iteração:', item)

    """
    Resultado:

    Item com índice 1: B

    Iteração: A
    Iteração: B
    Iteração: C
    Iteração: D
    """

Nossa classe ficou assim, simples mas útil e eficaz. Todavia, você pode adicionar os métodos que preferir. Apenas adicionei métodos que acho que podem ser úteis.

Resumo

Em conclusão, você viu o seguinte ao decorrer desse post:

  • Filas em Python podem ser implementadas utilizando deque;
  • Filas têm o comportamento FIFO (First In First Out), assim como na vida real;
  • append adiciona elementos na cauda (tail);
  • popleft remove elementos da cabeça (head);
  • deque é muito genérica, por isso criamos nossa própria classe para permitir apenas os métodos que queremos.

Como resultado, agora você já sabe criar filas em Python. Além disso, também sabe usar deque, que é outra estrutura de dados abstrata conhecida em programação.

Te vejo no próximo post!

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer participar da conversa?
Sinta-se livre para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *